Vida acadêmica organizada 1/2

pile of covered books
Photo by Pixabay on Pexels.com

Qual aluno de graduação nunca se sentiu perdido em meio ao turbilhão de acontecimentos da vida acadêmica? Junte todas as matérias para estudar, diversos trabalhos para fazer, horas complementares, visitas monitoradas, milhões de cópias xerox, centenas de livros para resenhar … isso sem falar no estágio, no crush, na família, no cachorro, ufa!

É uma carga imensa de tarefas! Por isso decidi escrever um pouco sobre isso, dar algumas dicas que podem ajudar um pouco a amenizar o seu sofrimento.

Compromisso.

Ok, você tem vinte e poucos anos, uma vida social agitada, uma reputação de bebedor a zelar, e o ambiente acadêmico é perfeito para a manutenção dessa fama, afinal de contas ninguém é de ferro… eeeeetretanto… é nesta fase da vida se constrói uma carreira e consequentemente um patrimônio. Por isso leve a sério, estude, comprometa-se!

Comprometa-se com quem você será daqui a dez ou quinze anos, pois esta pessoa de hoje é um projeto, daquela pessoa do futuro. Eu sei, provavelmente, seus pais vivem dizendo algo parecido com isso, talvez até com essas palavras: Não sabe nem quanto custa um quilo de feijão e já fala em ter o próprio carro! Eu sei também que, geralmente, pessoas na casa dos vinte e poucos anos tendem a pensar que sabem de tudo, mas quer saber de uma coisa? Na esmagadora maioria das vezes os pais estão certos.

A juventude deve ser aproveitada sim, mas com compromisso, com limites. Este é o momento de ser egoísta, pensar em si mesmo, de parar de pensar no coletivo (amigos, crush, etc) e verificar se as suas decisões serão para benefício ou prejuízo.

Depois disso tudo, já graduado, trabalhando de verdade, ganhando dinheiro, alguns anos no futuro, você poderá desfrutar de suas conquistas e demonstrar a gratidão que as pessoas amadas merecem.

Se organiza criatura!

Agora que você é uma pessoa comprometida, organização é essencial. Isso parece óbvio, mas muita gente se enrola diante de tantos prazos e tarefas.

A maioria das pessoas usa agendas para fazer anotação de tarefas … ERRADO! Agenda serve para anotar compromisso. E compromisso não é tarefa. Explico: seu professor designou um trabalhinho de casa, coisa fácil, resenhar 15 capítulos do livro X, para entregar na próxima aula.

Fazer a resenha é a tarefa, entregá-la no prazo é o compromisso. A data de entrega você anota na agenda, mas o desenvolvimento da tarefa (que você pode chamar de projeto) deve ser “desenhado” em outro lugar.

Eu usava um quadro branco, anotava lá as tarefas e os passos para terminá-las, e os prazos eu fixava no Gmail, assim todos os dias, no horário determinado, eu era lembrado com um e-mail sobre o meu compromisso de entregar a tarefa.

A vantagem de acompanhar o desenvolvimento da tarefa é combater o desânimo e a procrastinação, quando você enxerga toda a tarefa que há para fazer, inconscientemente se sentirá compelido a realizá-la. Funciona.

Há outras formas de organizar as tarefas, par quem é antenado no mundo virtual e não abre mão da tecnologia, existe uma boa opção, é o ToDoIST, um ótimo serviço de assistente de projetos, que além de ser multi-plataforma também é de graça!

Tem o Evernote, um poderoso repositório de informação pessoal. Também gratuito, nele é possível criar um número ilimitado de cadernos, dentro dos quais é possível criar páginas, nas quais o usuário insere os mais diversos tipos de informação, como notas de voz, fotos, scans, links, textos, vários tipos de arquivos. Completamente multi-plataforma, ele é ótimo para fazer pesquisas acadêmicas, como o temido TCC, pois toda a informação contida nele é pesquisável, e o melhor de tudo: sem limite de armazenamento.

A Microsoft oferece aos assinantes do Office um produto parecido, é o OneNote. Nele é possível criar cadernos, dentro dos quais são inseridas páginas, e dentro delas é possível criar várias notas menores, então ele é um excelente substituto ao caderno universitário feito de papel. Também é possível incluir imagens diversas, alguns tipos de arquivos, criar lembretes, tarefas, projetos e compromissos. Mas o principal é que ele está completamente integrado ao universo Microsoft, ele roda da nuvem, do seu notebook, do tablet, do smartphone, é bem completo.

Eu usei o OneNote em toda a minha graduação, de maneira que eu tenho todas as aulas anotadas, desde as primeiras até o projeto de pesquisa para o TCC. Cheguei a compartilhar matérias até com alguns professores.

Pra quem ainda vive no mundo analógico tem uma dica legal: manter um caderno só para determinada matéria. Ex: se você cursa Direito, irá estudar Direito Civil durante muito tempo, geralmente por 8 semestres, então separe um caderno universitário apenas para esta matéria. Funciona muito bem, principalmente na hora de revisar para a prova.

Centralize todos os seus badulaques de estudante em um só lugar: na mochila. Sério, organizar a mochila é uma arte, conhecida apenas pelos Monges Universitários da Macedônia, #sqn.

Você pode organizar o conteúdo de sua mochila de acordo com seu horário de aulas. Exemplo: na segunda tem aula de Filosofia e de Iniciação Científica, já deixe este material separado em uma pequena pilha sobre a sua escrivaninha. Então quando você sair de casa, basta pegar aquele montinho e colocar na mochila, é super rápido e sem stress. Você usa bolsa? Também funciona.

Autor: Jessé Borges Furin

Pretendo escrever como meio de vida. Este blog é o rascunho desta tentativa.

Uma consideração sobre “Vida acadêmica organizada 1/2”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s